Armazenagem de café influencia diretamente na qualidade dos grãos?

7 minutos para ler

Saiba tudo sobre como manter a qualidade dos grãos, garantindo um produto perfeito

Você sabia que a forma como é feita a armazenagem do café influencia diretamente na qualidade do grão, impactando seu sabor e aroma? Pois bem, para que o consumidor possa apreciar a bebida mais popular do mundo, há todo um cuidado com o armazenamento do grão, visando preservar as suas características predominantes.

Nos próximos tópicos, você saberá como garantir um produto perfeito, além disso, conhecerá de uma vez por todas as melhores opções para o armazenamento de grãos. Confira agora!

Qual o panorama do mercado do Café para 2022?

Depois de sofrer uma queda na produção, em 2021, a princípio, estima-se que a colheita de café em 2022 tenha um aumento de 16,8% em comparação ao ano passado. Em 2021, foram produzidas 47,7 milhões de sacas de 60 quilos. Já, em 2022, a previsão é de que a produção chegue a pelo menos 55,7 milhões de sacas. Os números foram levantados pela Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB).

Ainda de acordo com a instituição, em razão das condições climáticas, o volume produzido neste ano não deve superar o de 2020. As geadas e a estiagem, principalmente entre os meses de julho e agosto de 2021, afetam os principais cafezais de São Paulo, Minas Gerais e Paraná. A espécie arábica foi a mais impactada, visto que depende de clima favorável para atingir o ápice de seu desenvolvimento.

Contudo, mesmo com o aumento da safra para 2022, a CONAB prevê um cenário de restrição da oferta do grão no mercado nacional, especialmente no início do ano. Isso se deve à redução na produção do ano passado. A tendência é que os preços do produto mantenham-se pressionados. Como espera-se que os estoques mundiais sofram uma redução para o ciclo 2021/2022, o panorama de preços altos estimula a exportação de café.

Quais os diferentes tipos de café?

O Brasil é um dos líderes mundiais em produção de café, mas você sabia que não existe apenas uma espécie do grão mais amado do planeta? Veja a seguir quais são os diferentes tipos de café:

  • Café Arábica — por ter um teor mais concentrado em açúcares e 50% menos cafeína, seu sabor é complexo e apreciado por paladares refinados;
  • Café Bourbon — muito popular fora do Brasil, ele é um derivado do Arábica e se caracteriza por seu aroma forte, marcante, acidez moderada e notas achocolatadas. Indicado para paladares que apreciam sabores mais adocicados;
  • Café Kona — cultivado no clima subtropical em no solo vulcânico do Hawaii, o Kona é considerado um dos melhores cafés do mundo;
  • Café Catuaí — sua acidez moderada e sabor característico (provenientes de um cultivo realizado em altitudes acima de 900 metros) faz com que seja quase um pecado adicionar açúcar ou adoçante a um dos cafés mais importantes do Brasil;
  • Café Acaiá — uma das espécies mais cultivadas em nosso país, o Acaiá tem um sabor mais suave e achocolatado, acidez média e notas que remetem a frutas;
  • Café Robusta ou Conilon — sua concentração acentuada de cafeína o torna perfeito para os paladares que apreciam um sabor amargo.

Leia também: Armazenagem de açúcar: como não perder qualidade e garantir ao cliente final um produto perfeito!

O que pode deteriorar o grão?

Há uma série de fatores que podem causar a deterioração do café, especialmente se todos os processos, da produção à distribuição — colheita, secagem e armazenamento — não forem realizados com minuciosidade.

Entre esses fatores, estão:

  • presença de microrganismos;
  • alterações fisiológicas e genéticas;
  • colheita atrasada;
  • fermentação prolongada;
  • presença do grão por muito tempo na planta;
  • colheita dos grãos imaturos;
  • má regulagem de máquinas;
  • secagem inadequada;
  • falta de controle de umidade — tanto o excesso quanta a ausência;
  • deficiência hídrica e nutricional;
  • danos causados pela ação da broca-do-cafeeiro;
  • más condições de armazenagem.

Quais os principais cuidados no armazenamento do café?

Para que as qualidades e características mais apreciadas pelos amantes da bebida sejam mantidas, é muito importante saber como armazenar café em grãos, uma vez que este é o estado que melhor preserva seu aroma e sabor.

Entre os cuidados com a armazenagem de café, estão:

  • deve-se evitar que o produto entre em contato com o oxigênio — mesmo ao armazenar o grão em um galpão inteligente (que possibilite o controle de umidade e temperatura), é preciso que as embalagens sejam fechadas hermeticamente para impedir a entrada de ar;
  • o produto deve ser mantido em temperatura fresca e longe do calor — mais uma razão para fazer o armazenamento dos grãos em um ambiente que ofereça o controle de temperatura;
  • o café não pode ser exposto à luz solar ou luz artificial direta — uma das principais causas da oxidação do grão é o contato com a luz. Por isso, o ideal é que o café seja armazenado em um local escuro;
  • deve-se evitar a umidade — o grão é sensível à umidade e pode sofrer oxidação, o que prejudica seu aroma característico.

Leia também: artigo 3 motivos para armazenar insumos agrícolas com galpões flexíveis!

Como armazenar café em grãos?

Como você pôde entender até aqui, todo o processo de colheita, secagem e armazenamento de café envolve fatores determinantes no aroma, sabor e até mesmo durabilidade do grão.

Contudo, é o processo de armazenagem de café que exige cuidados minuciosos, pois representa uma das últimas etapas da cadeia logística de distribuição do produto até os Pontos de Venda (PDV).

Existem diferentes tipos de armazenamento de café de acordo com a safra em questão. Os mais populares são em silos, em tulhas e em armazéns. As alternativas de armazenagem em silos e tulhas oferecem a possibilidade de maior estocagem do grão por unidade de área.

Em contrapartida, esse fator pode ser problemático, visto que as estruturas fixas desses ambientes de armazenamento dificultam a visão das safras e causam uma série de inconvenientes em relação à movimentação do produto dentro dos estoques.

Além disso, os silos e tulhas não são capazes de se sustentar sozinhos, pois para que possam oferecer proteção contra as intempéries e deterioração dos grãos, exigem investimentos em infraestrutura, como a construção de um galpão de alvenaria com um telhado especial, o que aumenta significativamente os custos de produção.

Leia também: Galpão de Lona VS Galpão de Alvenaria: qual a melhor opção!

Sendo assim, a melhor maneira de armazenar grãos de café é por meio de um galpão de lona. O RL360 da Reconlog abrange uma vasta gama de possibilidades. Por exemplo, o café por ser armazenado nas conhecidas Big-bags (sacarias), o que facilita a divisão por lote ou safra.

A estrutura flexível que um galpão inteligente oferece permite aos produtos de café muito mais segurança e eficiência, já que eles poderão contar com benefícios como:

  • controle de temperatura e umidade;
  • autonomia para instalar recursos para melhor acomodação do produto, como estados para evitar o contato com a umidade do solo;
  • espaço moldável à safra gerada no período;
  • possibilidade de otimização da logística com instalação de paredes, coberturas modulares, tendas, corredores, portões e tudo que se mostre necessário para a operação.

Assim, a qualidade do café é preservada sem que seja preciso investir valores exorbitantes no armazenamento dos grãos.

Como você pôde ver, a forma como é feita a armazenagem de café tem grande influência na qualidade final do produto. Armazenar café em grãos exige cuidados e necessidades que podem ser facilmente supridas por um galpão inteligente, como o RL360 da Reconlog.

Quer descobrir quais são as soluções em armazenamento de grãos e todo o tipo de insumos agrícolas oferecidas pela Reconlog? Então, entre em contato com um de nossos especialistas para conhecer o que há de melhor em armazenagem flexível e inteligente!

Posts relacionados
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments