Armazenamento de produtos químicos: quais os principais cuidados que devem ser tomados?

6 minutos para ler

Garantir a segurança — tanto da sociedade quanto dos profissionais que realizam o transporte de substâncias perigosas — é uma das maiores preocupações de qualquer negócio, especialmente de empresas que lidam com o armazenamento de produtos químicos.

Redobrar os cuidados com o transporte e acondicionamento de matérias-primas para setores como agronegócio, farmacêutico, industrial e de construção civil, por exemplo, é indispensável para que se mantenha a integridade dos materiais armazenados e a qualidade do produto final, sem mencionar a segurança e saúde dos trabalhadores envolvidos.

Por isso, preparamos este post para que você entenda os principais aspectos sobre como deve ser feito o armazenamento de produtos químicos. Para saber mais sobre o assunto, continue a leitura do artigo!

Quais os principais tipos de produtos químicos?

Como há uma enorme variedade de tipos de produtos químicos, radiológicos e biológicos, a legislação divide essas substâncias em categorias distintas de acordo com suas classes de risco, sendo elas:

Classe 1 – Explosivos

Como consta no próprio termo, enquadram-se como explosivos agentes químicos que causem reação explosiva, como:

  • pólvoras químicas
  • dinamite;
  • artifícios pirotécnicos;
  • entre outros.

Devido ao perigo que representam para a sociedade, essas substâncias são fiscalizadas e controladas pelo exército desde o processo de fabricação até o transporte.

Classe 2 – Gases

Esses produtos químicos podem ser tóxicos, asfixiantes, inflamáveis, oxidantes ou corrosivos. Entre eles, estão:

  • propano;
  • metano;
  • propileno;
  • amoníaco;
  • acetileno;
  • hidrogênio.

Classe 3 – Líquidos inflamáveis

Químicos líquidos inflamáveis abrangem os produtos que causam combustão, como:

  • diesel;
  • álcool;
  • acetona;
  • gasolina;
  • querosene;
  • entre muitos outros.

Classe 4 – Sólidos inflamáveis

Nessa categoria estão os produtos químicos que têm maior propensão de combustão sob as condições de transporte, isto é, queimam com facilidade e, por isso, exigem cuidados específicos de armazenamento, como:

  • madeira;
  • plástico;
  • parafina sólida;
  • isopor.

Classe 5: Oxidantes e peróxidos orgânicos

Os agentes de risco de classe 5 são substâncias que causam incêndio caso entrem em contato com combustíveis ou outros materiais, como a água oxigenada.

Classe 6: Substâncias tóxicas e infectantes

Nessa categoria, estão os agentes que oferecem grandes riscos de danos à saúde, como substâncias venenosas e microorganismos que causam doenças. Entre eles, estão:

  • bactérias;
  • vírus;
  • pesticidas;
  • cianetos.

Classe 7: Material radioativo

Todos os materiais e produtos químicos que excedem os valores especificados na tabela de radiação, como urânio, são considerados radioativos.

Classe 8:  Substância corrosiva

Corrosivos são produtos que, ao entrarem em contato com outros agentes químicos, podem causar corrosão, como a soda cáustica, o ácido sulfúrico, entre outros.

Classe 9: Substâncias e artigos perigosos diversos

Nessa classe, estão as substâncias que trazem riscos ao serem transportadas e não se enquadram nas demais categorias citadas, tais como:

  • gelo seco;
  • óleos combustíveis;
  • pilhas;
  • baterias de lítio;
  • entre outras.

Como distribuir e separar os produtos químicos?

Há uma série de cuidados que a legislação determina para o armazenamento de produtos químicos que têm como finalidade garantir a segurança da sociedade e evitar o comprometimento da integridade e qualidade.

Primeiramente, a armazenagem deve ser centralizada, ou seja, em um almoxarifado, como um galpão. Esse local deve ser construído de acordo com algumas condições específicas (que serão mostradas mais adiante).

Se for o caso da separação e distribuição de substâncias químicas laboratoriais, é importante destacar que elas só são permitidas em pequenas quantidades, além do fato de que devem ser guardadas em armários especiais contra combustão e comportas de vidro para facilitar a visibilidade de seu conteúdo.

Quais os cuidados devem ser tomados?

O armazenamento de produtos químicos em um galpão especial deve levar em conta alguns pontos cruciais, como:

  • sinalização correta;
  • sistema de ventilação;
  • área administrativa separada da armazenagem e da área técnica;
  • disponibilidade de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs).

Como armazenar produtos químicos?

O almoxarifado de produtos químicos, em primeiro lugar, deve ter um sistema de controle de temperatura, mantendo-a constantemente amena. O mesmo se aplica à umidade, que deve ser controlada por meio de uma estrutura de ventilação adequada.

O espaço também deve facilitar os processos de higienização, permitindo que seja mantido limpo o tempo todo. Para aumentar a segurança, é preciso ter um eficiente sistema anti-incêndio, além de ter dispositivos de segurança como extintores de pó químico e sistemas de água e espuma distribuídos estrategicamente.

A manutenção elétrica deve ser feita periodicamente para evitar faíscas e minimizar os riscos de incêndio.

É imprescindível que os itens sejam posicionados de maneira planejada dentro do estoque, pois o contato entre determinados materiais pode resultar em graves acidentes. O ideal é que itens perigosos sejam guardados em espaços separados dos demais produtos, sendo protegidos conforme as Normas Regulamentadoras.

Quer saber como podemos te ajudar? fale com um de nossos especialistas.

Como escolher um galpão adequado para armazenagem de produtos químicos?

Como você pôde ver, armazenar produtos químicos é perigoso, isto é, uma tarefa que exige muita responsabilidade e que todos os requisitos e exigências determinadas pela legislação sejam cumpridos.

Dito isso, na hora de escolher um galpão adequado ao armazenamento de produtos químicos, é preciso se certificar de que o local possa ser personalizado de acordo com os seguintes parâmetros:

  • iluminação feita com lâmpadas à prova de explosão;
  • refrigeração ambiental caso a temperatura ambiente ultrapasse a 38 ºC;
  • para retirada de vapores leves, deve ter um sistema de exaustão instalado, ao nível do teto e, para retirada dos vapores mais pesados, outro exaustor instalado ao nível do solo;
  • deve ter prateleiras espaçadas, com trave no limite frontal para evitar a queda dos frascos;
  • seja construído com pelo menos uma de suas paredes voltadas para o exterior;
  • deve possuir saída de emergência bem localizada e sinalizada;
  • deve ter extintores de incêndio com borrifadores e vasos de areia;
  • deve ter uma porta de acesso ao Corpo de Bombeiros (caso seja necessário).

Felizmente, a Reconlog oferece soluções em armazenagem para atender às necessidades mais específicas de cada segmento do mercado, como o galpão flexível RL360.

Com sua estrutura em aço carbono galvanizado e lona de altíssima qualidade, o RL360 tem o que é preciso para proporcionar um armazenamento seguro e personalizável para qualquer tipo de produto químico, independentemente de quais sejam suas particularidades de acomodação (temperatura, umidade, iluminação etc).

Quer saber mais sobre como as soluções de armazenamento da Reconlog podem contribuir com o seu negócio? Então, entre em contato com a nossa equipe de especialistas para que possamos apresentar o que há de melhor no mercado de armazenagem corporativa!

Posts relacionados
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments